Pular para o conteúdo

Hacker invade a FlaTV e Flamengo pede esclarecimentos ao YouTube

  • por
A FlaTV, canal do Flamengo no YouTube, apresentou alguns conteúdos diferentes na manhã desta segunda-feira (27) e causou surpresa entre os torcedores. De acordo com o diretor de comunicações do clube, Bernardo Oliveira, a situação já está sendo normalizada.
O conteúdo do Rubro-Negro deu lugar a uma live de bitcoin do empresário e executivo de negócios norte-americano Michael J. Saylor. O agente financeiro é cofundador e líder da MicroStrategy, uma empresa que fornece inteligência de negócio.
A live exibida no canal teve mais de 70 mil usuários assistindo ao conteúdo. Ainda não se sabe a origem do hacker, que apagou cerca de um mês de vídeos feito pela FlaTV.
Ao LANCE!, o diretor de comunicações do Flamengo esclareceu a situação:
“Foi hackeado (o canal), mas graças a Deus já recuperamos tudo. Estamos em contato com o YouTube para entender o que aconteceu, até porque eles têm que dar uma explicação. Estamos repondo os vídeos que foram apagados. Mas a situação foi normalizada”, afirmou.
No curto período em que o canal foi invadido, mais de 300 vídeos foram deletados. O clube não terá nenhuma perda financeira. Todos os conteúdos voltaram para o canal.
A FlaTV é o principal canal audiovisual do Flamengo nas redes sociais, a plataforma conta com 6,5 milhões de inscritos. O canal exibe conteúdos exclusivos do Rubro-Negro, como entrevistas, reportagens especiais, treinos, viagens e os bastidores dos jogos do time.

Clube teve vídeos apagados, mas não houve perda financeira

Deixe um comentário

Generated by Feedzy