Botafogo supera VAR, pancadaria e desvantagem numérica para derrotar o Inter de virada em Porto Alegre

  • por
Rio Grande do Sul – Com muita superação e raça, o Botafogo conquistou uma vitória improvável diante do Internacional no Beira-Rio. Com um homem a menos durante quase toda a partida, o Glorioso viu o rival abrir dois gols de vantagem. Porém, a equipe carioca se superou e buscou a virada por 3 a 2 no último lance do jogo. O confronto acabou com uma briga generalizada dentro de campo já que os jogadores colorados reclamaram de uma suposta irregularidade no terceiro gol alvinegro.
Na próxima rodada, o Glorioso irá encara o Fluminense no próximo domingo, no Nilton Santos. Antes, porém, no meio da semana, a equipe carioca vai encarar o América-MG, em Belo Horizonte, em duelo pelas oitavas de final da Copa do Brasil.
A partida começou e logo com cinco minutos aconteceu a principal polêmica do jogo. Após lance envolvendo Alan Patrick e Phillipe Sampaio na área do Botafogo, o VAR recomendou revisão do lance. O árbitro Savio Pereira Sampaio viu mão na bola do zagueiro, marcou penalidade e deixou o Glorioso com um a menos. Na cobrança, Edenilson abriu o placar para os donos da casa.
Atordoado com a decisão da arbitragem e tendo que lidar com a desvantagem numérica, o Botafogo levou o seu segundo logo rapidamente. Aos 12 minutos, Bustos tabelou com Alan Patrick e finalizou sem chances de defesa para Gatito. Porém, quando parecia que o Glorioso não conseguiria esboçar nenhuma reação, a equipe carioca diminuiu. Saravia ganhou de Moisés e tocou para Vinícius Lopes marcar o primeiro dos cariocas.
Mesmo em desvantagem, o Botafogo conseguia incomodar o Inter e por pouco não deixou tudo igual aos 30 minutos. Vinicius Lopes fez fez jogada, passou pela defesa colorada e saiu na cara de Daniel. O goleiro da equipe gaúcha apareceu bem e com uma grande defesa, evitou o empate dos cariocas.
Aos 45 minutos, foi a vez do Internacional quase marcar. Após bela jogada coletiva dos donos da casa, Wanderson cruzou para Edenilson, o meia finalizou, Gatito defendeu e no rebote, o paraguaio salvou novamente o Botafogo, após chute de David. No lance seguinte, nova chance perdida pelos carioca. Após levantamento, Carli desviou e Vinícius Lopes ficou sozinho, cara a cara, com Daniel, mas acabou furando incrivelmente.
O segundo tempo começou e logo aos 13 minutos a luta do Botafogo foi premiada. Após cobrança de escanteio, Carli desviou e Erison, artilheiro do clube carioca na temporada, apareceu para deixar tudo igual para os cariocas em Porto Alegre.
A partida seguiu disputada e o Botafogo chegou até a virar. Aos 35 minutos, Erison apareceu dentro dá área para marcar. Porém, o lance foi invalidade porque o atacante estava impedido. Logo depois, o Internacional teve duas grandes chances. Pedro Henrique e Alemão pararam em Gatito. Na segunda chance, a bola ainda tocou no travessão.
O Internacional tentou ensaiar uma pressão no fim, Mercado chegou a marcar para o Colorado, porém, desta vez o VAR acabou anulando o lance e invalidando o gol dos gaúchos. A vitória, no entanto, seria alvinegra. Em contra-ataque, Matheus Nascimento iniciou jogada que Hugo que finalizou para fazer o terceiro gol do Botafogo.
Após o lance, uma verdadeira pancadaria aconteceu no Beira-Rio. Os jogadores do Internacional reclamara de uma suposta irregularidade no lance, porém, a arbitragem confirmou o gol alvinegro. Após os ânimos serem contidos, a arbitragem encerrou a partida em Porto Alegre.

Glorioso conseguiu resultado impressionante contra o Colorado

Deixe um comentário