Lucas Piazon vira a chave e mostra importância no Botafogo

  • por
Rio – O Botafogo conseguiu voltar aos trilhos após sequência ruim no Campeonato Brasileiro ao bater São Paulo e Internacional nas duas últimas rodadas, dentro e fora de casa, respectivamente. Em ambos os jogos, o técnico Luís Castro contou com excelentes atuações do meia Lucas Piazon, contratado no início do ano.
Piazon chegou ao Botafogo cercado de desconfiança por seus histórico no futebol europeu. O meia revelado pelo São Paulo atuou nas primeiras partidas ainda sem ritmo de jogo e tentando se readaptar ao futebol brasileiro após uma década distante.
Criticado no começo da temporada nacional, o meia, no entanto, passou por cima da incerteza e se mostrou fundamental nos triunfos recentes conquistados pelo Glorioso, conquistando o carinho do torcedor por sua garra. A partida diante do Internacional foi fundamental para tal situação.
Isso porque Piazon foi ‘sacrificado’ após a expulsão de Philipe Sampaio, se transformando em peça importante na marcação alvinegra. Além disso, o jogador dividiu bolas na faixa central, construiu bem pelos lados e participou do gol de empate – assim como na vitória diante do São Paulo – da equipe, marcado por Erison.
Toda vibração, no entanto, acabou gerando um cartão vermelho. Isso porque logo após a virada do Botafogo, no 3 a 2 histórico no Beira-Rio, Piazon respondeu provocações feitas por atletas do time gaúcho, o que gerou revolta e o início de confusão generalizada no gramado. Na briga, o camisa 43 da equipe carioca acabou lesionando o ombro e ainda recebeu cartão vermelho do árbitro Sávio Pereira Sampaio. 
Com isso, o meia será desfalque no próximo compromisso do Botafogo, no domingo (26), às 16h, no clássico contra o Fluminense, no Estádio Nilton Santos.

Meia fez dois ótimos jogos contra São Paulo e Internacional, sendo protagonista no segundo

Deixe um comentário