Bonificações em contrato é o que separa Cebolinha do Flamengo

  • por

Everton Cebolinha no Benfica – Foto: Divulgação

GLOBO ESPORTE: Por Cahê Mota

Flamengo e Benfica falam a mesma língua e dividem otimismo no desfecho em acordo por Everton Cebolinha.

Os clubes intensificaram as tratativas para negociação de 100% dos direitos econômicos do atacante e já ultrapassaram a barreira mais difícil: o valor fixo a ser pago será de 14 milhões de euros (R$ 74 milhões). A pendência de momento está no valor variável, que os portugueses exigem para elevar o total até 16 milhões de euros (R$ 85 milhões).

Rubro-negros e encarnados já concordam que a transferência é a melhor saída para as três partes envolvidas, o que favorece o caminhar das conversas. Em janeiro, o Flamengo havia oferecido 13,5 milhões de euros por 75% do jogador. Diante da chegada de novos técnicos nos dois clubes e perspectivas do mercado, as conversas foram retomadas com novos termos.

Em agosto de 2020, o Benfica pagou 20 milhões de euros ao Grêmio para contar com o artilheiro da Copa América de 2019. Dois anos depois, os portugueses aceitam a desvalorização, mas tentam usar gatilhos para chegar ao valor desejado de 16 milhões de euros.

A proposta de 14 milhões de euros do Flamengo foi revelada pelo UOL nesta segunda-feira. O ge apurou que há um consenso entre as partes pelo montante, que só será oficializado no papel após acordo também sobre as metas que serão gatilhos para um bônus de 2 milhões de euros.

As conversas são diárias para que os detalhes finais sejam solucionados. O Flamengo chegou a tentar no início da negociação um empréstimo com valor estipulado e obrigação de compra, em formato similar ao que executou com Gabriel e Pedro. O Benfica, por sua vez, repetiu a postura irredutível de não haver cessão temporária, como em janeiro.

Benfica acelera saídas para buscar reforços
Com a chegada do treinador alemão Roger Schmidt, ex-PSV, o Benfica acelera as movimentações de saída no mercado para ir atrás de reforços logo na abertura da janela. Nesta segunda, o clube oficializou a venda do uruguaio Darwin Núñez para o Liverpool por 75 milhões de euros, mais 25 milhões de variáveis.

O Flamengo tinha um acordo encaminhado com Everton no início do ano, mas dessa vez optou por se acertar com o Benfica antes de falar em valores com o jogador. Os dirigentes acreditam que não será problema retomar as tratativas por um contrato de quatro ou cinco anos.

Revelado nas divisões de base do Fortaleza, Everton chegou ao Grêmio em 2013, quando tinha 17 anos. Subiu para os profissionais da equipe gaúcha e participou da campanha de títulos como a Libertadores de 2017 e a Copa do Brasil de 2016.

O ano de afirmação do atacante foi 2018, quando assumiu a titularidade, ganhou destaque e recebeu a primeira convocação de Tite. No ano seguinte, foi eleito o melhor jogador da Copa América conquistada pelo Brasil. Em 2020, acertou sua transferência para o Benfica. Pelo clube português, são 95 jogos, com 15 gols e 17 assistências.

O post Bonificações em contrato é o que separa Cebolinha do Flamengo apareceu primeiro em Fla Resenha.

GLOBO ESPORTE: Por Cahê Mota Flamengo e Benfica falam a mesma língua e dividem otimismo no desfecho em acordo por Everton Cebolinha. Os clubes intensificaram as tratativas para negociação de 100% dos direitos econômicos do atacante e já ultrapassaram a barreira mais difícil: o valor fixo a ser pago será de 14 milhões de euros
O post Bonificações em contrato é o que separa Cebolinha do Flamengo apareceu primeiro em Fla Resenha.

Marcações:

Deixe um comentário