Baixada festeja abertura dos Jogos

  • por

A chuva fina e a queda na temperatura não conseguiram tirar a animação da galera na manhã do último sábado, na abertura dos XXIII Jogos da Baixada 2022, na Vila Olímpica de Duque de Caxias, uma realização do jornal O DIA com 14 prefeituras da região, patrocínio do SESC-RJ e da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude do Rio de Janeiro, além de apoio de Vidas Emergências Médicas e TIM.

Foi o primeiro dia de quatro fins de semana até 3 de julho, num evento que reúne aproximadamente 2 mil alunos/atletas de até 17 anos, divididos em categorias sub-14 e sub-17.

No sábado, além da abertura oficial, foram realizadas as provas de atletismo sub-17 (masculino e feminino) e vôlei masculino sub-14.

Segundo Marcos Rezende, vice-presidente do DIA, a ideia desse projeto, que já está na 23ª edição e voltou após dois anos de interrupção por conta da pandemia, partiu do próprio DIA, fomentada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ), para dar uma contrapartida, representatividade e participação social à Baixada. “No início eram só 10 municípios. Ao longo do tempo, outros foram aderindo, através de suas Secretarias de Esporte”.

Representando as Secretarias de Esporte de vários municípios da região, o secretário de Esporte e Lazer de Nova Iguaçu, Fernandinho Moquetá, lembrou que a Baixada é um “celeiro de atletas”. “É o tipo de projeto que é um desafio tanto para o Legislativo quanto para o Executivo municipal. Nova Iguaçu tem investido pesado em esportes. Já sediamos sete vezes os Jogos”.

Na abertura do evento, compuseram a mesa, além de Marcos Rezende e Moquetá, Wilson Miguel, prefeito de Caxias; Mônica Velasques, gerente de Lazer do SESC-RJ; Glauco Kaizer, prefeito de Queimados; e Lucimar Cristina, prefeita de Paracambi.

Sob os gritos de animadas torcidas, apresentaram-se para a mesa as delegações, na sequência, de Duque de Caxias, cidade-anfitriã; Belford Roxo, Itaguaí, Japeri, Magé, Mangaratiba, Mesquita, Nilópolis, Paracambi, Queimados, Seropédica, São João de Meriti e Nova Iguaçu. A delegação de Guapimirim não compareceu no primeiro dia.

Wilson Miguel, prefeito de Caxias, município anfitrião do primeiro fim de semana, lembrou que a cidade é um celeiro de grandes atletas. “Caxias faz parte da história. Os Jogos são a coisa mais deslumbrante que existe”, afirmou o prefeito.

Mônica Velásques disse que “a gente desenvolve o ser humano através do esporte” e que os Jogos da Baixada são uma “oportunidade de se dialogar com os jovens”. A gerente de Lazer do SESC-RJ lembrou também que esse evento são dias de desafios e que “hoje é um dia de sonho para muitos.”

O SESC-RJ, vale lembrar, tem três unidades na Baixada: Nova Iguaçu, São João de Meriti e Caxias.
A prefeita de Paracambi, Lucimar Cristina, agradeceu ao patrocinador, Governo do Estado, na figura do governador Claudio Castro: “Fico feliz de ver minha cidade participar. Quando assumi, não participávamos.”

Glauco Kaizer, prefeito de Queimados, lembrou que o esporte “congrega valores e é fonte de agregração social”: “Que o fair play conduza todas as modalidades esportivas”.

Depois da apresentação, os atletas fizeram seu juramento e a pira foi acesa pelo atleta caxiense Rafael Santos, o Mamute, de 36 anos. Rafael começou no mundo do esporte aos sete anos, no futsal. Depois passou pelo boxe, pelo muay thai e jiu-jítsu e atualmente representa o MMA.

A cerimônia de abertura encerrou às 10h20. 
Os jogos – Nos 100 metros rasos femininos, a campeã foi Hannah Victoria Conceição, de Nova Iguaçu, com 13″68 (1º lugar); Karine da Silva, de Mesquita (2º lugar), com 14″08; e Sarah Ferreira, de Nova Iguaçu, ficou em terceiro, com 14″14.
Nos 200 metros rasos feminino, as campeãs foram Hannah Victoria Conceição, de Nova Iguaçu, com a marca de 28″47; em segundo lugar, Karine da Silva, de Mesquita, com 29″68; e em terceiro, Ana Karoline da Silva, de Caxias, com 30″65.
Nos 400 metros femininos, o primeiro lugar ficou para Sophia Moraes, de Caxias; o segundo para Maria Eduarda Lopes, também caxiense; e o terceiro, para Larissa Santana, de Queimados.
Nos 800 metros femininos, Sophia Oliveira, de Duque de Caxias, foi a campeã; Maria Eduarda Lopes da Silva, também de Caxias, foi a vice; e a terceira colocação foi de Kauane Gabriele Nascimento, representando Mesquita.
No revezamento 4×100 feminino, o primeiro lugar ficou com a equipe Letícia/Lara/Ana Luíza/Ana Karoline, de Caxias, com 58″19. O segundo, com Emanuele/Nicole/Sarah/Hannah, de Nova Iguaçu (com 58″21); e o terceiro, com Karine/Gabrielle/Giovana/Marcela, de Mesquita, com 1’00″44.
Quando o assunto é contagem de pontos por equipe, o atletismo feminino, ficou com Duque de Caxias (campeã), Nova Iguaçu em segundo lugar e Mesquita em terceiro.
Eles – Nos 100 metros rasos masculinos, o primeiro lugar foi de Bruno Peçanha, de Caxias, com 11’01; o segundo, do conterrâneo David Henrique, com 12’05; e o terceiro lugar foi de Pedro Lucas, de São João de Meriti, com 12’22.
 
Nos 200 metros rasos masculinos, o primeiro lugar ficou com Kauã Rosário de Andrade, de Duque de Caxias, com 24’59; o segundo, com Arthur Fernandes, de Mesquita, com 24′;71; e o terceiro, com David Henrique Silva, de Caxias com 24’79.
 
Nos 400 metros rasos masculinos, o campeão foi do caxiense Kauã Rosário de Andrade, com 55’67; o vice foi o também caxiense e também Kauã (Germano), com 59’09; e o terceiro lugar ficou com Filipe Gabriel Garcia, de Itaguaí, com 1’39″20.
 
Nos 800 metros masculino, a classificação ficou: Wesley Souza, de Duque de Caxias, em primeiro (aos 2’39″77); Davila Peçanha, de Itaguaí, em segundo (aos 2’39″18) e Carlos Daniel Mendes Aroca, de Caxias, em terceiro, com 2’39″19.
 
No revezamento 4×100 masculino, sagraram-se vencedores a equipe Kauã/Bruno/Wesley/Miguel, de Caxias; o segundo lugar ficou com Gabriel/Brian/Bruno/Arthur, por Mesquita; e o terceiro, com
Pedro/Vinícius/Paulo/Lucas, de São João de Meriti.
 
No salto em distância masculino, o campeão foi Arthur Fernandes, de Mesquita, com 5,70; o vice, Kayo Alessandro, de Paracambi, com 5,45; e em terceiro lugar ficou Pedro Lucas, de São João de Meriti, com 5,34.
 
No arremesso de peso masculino (5kg), o primeiro lugar foi João Victor Alves, de Caxias, com 10,50m; o segundo, Marcos Antônio, também de Caxias, com 9,90; e o terceiro, Cristopher da Silva, de Nova Iguaçu, com 9,64.
 
Na contagem de pontos por equipe, o atletismo masculino pontuou Caxias, como campeão; Mesquita como vice; e São João de Meriti como terceiro colocado. 

 Vôlei – No vôlei sub-14 masculino, a equipe vencedora foi a de São João de Meriti; o segundo lugar ficou com Nova Iguaçu e o terceiro, com Nilópolis. Todas as vitórias foram por 2×0 sets. Mereceu destaque como melhor atleta Cristhian Phelipe, condecorado pelo secretário de Esportes e Lazer de São João, Dinho Meriti, que elogiou a organização do evento.

Pela tabela na próxima rodada, São João de Meriti encara Nova Iguaçu. 

Todos os eventos podem ser acompanhados pelo Facebook
(https://www.facebook.com/jogosdabaixada) e pelo Instagram (@jogosdabaixada).

Duque de Caxias é palco do primeiro dos quatro fins de semana do evento, que teve muita emoção entre os atletas nas disputas de vôlei, atletismo e futsal

Deixe um comentário