Vasco bate o Náutico, continua na cola do Cruzeiro e se mantém como o único invicto na competição

  • por
Em um duelo cheio de nuances, com direito a mudança de local do jogo (seria no Aflitos e passou para o Arruda por conta do estado do gramado) e também atraso de 15 minutos por falta de uniforme, o Vasco encarou o Náutico , pela 11ª rodada da Série B, e venceu fora de casa, por 3 a 2, com gols de Figueiredo, Andrey Santos e Nenê. Thássio e Jean Carlos descontaram para o Timbu.
Antes mesmo de a bola rolar, um fato curioso: o Náutico demorou a subir para o gramado porque os uniformes da equipe estavam no Estádio dos Aflitos, local que aconteceria a partida. Depois de 12 minutos de atraso, as peças chegaram através de um moto táxi.
Quando a bola rolou, ficou claro que o Vasco mandaria na partida e teria totais condições de vencer o duelo com o Timbu. O primeiro gol vascaíno saiu aos 27 minutos, na primeira finalização da partida. O atacante mandou uma bomba de muito longe na cobrança de falta. A bola foi no ângulo, sem chances para o goleiro Lucas.
O segundo tento vascaíno saiu aos 42 minutos. Andrey Santos fez linda jogada no campo de defesa, deu uma caneta no adversário e saiu em progressão. Na chegada à grande área, tabelou com Nenê e chutou colocado para ampliar o placar e marcar o seu primeiro gol no elenco profissional.
Na segunda etapa, o Vasco se manteve melhor em campo, com posse de bola e sem deixar o Náutico tentar qualquer tipo de reação. Aos sete, o Cruzmaltino por pouco não chegou ao terceiro. Yuri tocou para Pec na esquerda e ele deixa Getúlio frente a frente com Lucas Perri na pequena área. E chutou a bola em cima do goleiro do Náutico. Incrível a chance desperdiçada.
Aos 14, o Vasco chegou ao terceiro, com Figueiredo, mas o árbitro anulou. Nenê cruzou, Getúlio desviou de cabeça, e a bola sobrou para o atacante, que chutou para marcar. No entanto, gol foi cancelado por impedimento.
Aos 23, quem fez o gol foi o Náutico. Pedro Vitor recebeu dentro da grande área pela esquerda, chutou cruzado e Thiago fez grande defesa. Anderson Conceição tentou afastar, mas a bola ficou com Thássio, que finalizou. A bola desviou em Anderson Conceição e enganou o goleiro Thiago Rodrigues.
Mas, aos 31, entrou em cena Nenê. Andrey Santos encontrou Figueiredo dentro da grande área. Com tranquilidade, ele ajeitou para o “Vovô”, que chutou colocado para marcar o terceiro gol do Vasco e jogar um banho de água fria na reação do Timbu.
Com a vitória encaminhada, os vascaínos apenas administraram o marcador para conseguir a primeira vitória fora de casa na Série B 2022, continuar na cola do líder Cruzeiro e se manter como o único clube invicto entre as equipes da Primeira e Segunda Divisão.
Mas antes do apito final, aos 53 minutos, o árbitro marcou falta de Zé Santos em Victor Ferraz. Após análise de vídeo, a penalidade foi marcada. Jean Carlos pediu para bater e cobrou com estilo para diminuir para o Timbu. Em seguida, o dono do apito ergueu o braço e acabou a partida.
O próximo duelo será no domingo, Dias dos Namorados, com o Cruzeiro, no Maracanã. Mais de 50 mil ingressos já foram vendidos de maneira antecipada, e o Vasco terá que fazer um bom jogo para continuar mantendo o clima de amor no dia 12 de Junho.

Figueiredo, Andrey Santos e Nenê marcaram para o Cruzmaltino no jogo que quase não começou por falta de uniforme da equipe do Timbu

Deixe um comentário