Botafogo registra boletim de ocorrência após invasão do CT por torcedores

  • por
Após a invasão do CT por torcedores de uma organizada, o Botafogo registrou um boletim de ocorrência na noite de quarta-feira (15) na 42ª Delegacia de Polícia, no Recreio. De acordo com o relato, dois membros do grupo que rendeu um funcionário no Espaço Lonier estavam armados. A informação inicial é do site ‘Ge’.
A denúncia envolve os crimes de ameaça, violação de domicílio, injúria e constrangimento ilegal, prática ou incitação de violência. Assim como na nota publicada durante a tarde de quarta-feira, o Botafogo reafirmou à polícia que não houve autorização para a entrada de torcedores, ao contrário do que o perfil oficial da organizada afirma.
Segundo o relato, houve ameaça física do grupo de invasores ao funcionário, que se recusou a abrir o portão. Entretanto, dois membros da organizada teriam pulado as grades para forçar a liberação do restante do grupo, com xingamentos e coação.
“(…)Dois dos autores de fato pularam o portão de ferro e, utilizando de ameaça verbal e violência física, seguraram os braços do comunicante e abriram o portão para que os demais entrassem. Depois que abriram o portão, invadiram o CT Lonier, acessando todos os setores, externos e internos, até chegarem ao refeitório, rouparia e Departamento Médico”, diz parte do BO.
O relato também diz que os cinco jogadores que estavam no Departamento Médico ouviram “ameaças, injúrias, palavras de ordem e de baixo calão”. Funcionários e prestadores de serviço também alegaram se sentir inseguros devido à agressividade do grupo. Os invasores também esmurraram portas em busca do restante do elenco, até descobrirem que o treino só ocorreria à tarde.

Clube informou que dois membros da organizada estavam armados

Deixe um comentário